7 de mai de 2011

Tribunal da Inquisição "My Worlds 2.0" (Justin Bieber)

Temos aqui uma nova coluna onde eu vou falar dos lançamentos hereges do ano de 2011, e julga-los entre Condenado e Absovido. A coluna será quinzenal, mas como o disco em questão e do ano passado eu vou fazer o outro em um curto periodo de tempo.

Bom vamos abrir a sessão com o artista teen Justin Bieber, que é um dos astros mais odiados adorados pelo mundo, sendo que A GRANDE MAIORIA dos seus fãs são adolescentes acefalas.  Voce se lembra da enquete que eu fiz? então aqui vai um aperitivo para o post real.


Para aproveitar o Boom dos hits de Justin, a gravadora decidiu gravar material novo o mais rápido possível, e foi tão rápido que Justin mal compôs o disco, pois um bom número de faixas foi compostas por outros artistas.


Antes de qualquer chororô nos comentários fiquem sabendo que para fazer essa resenha eu escutei esse disco inteiro, e conheço tão bem o artista em questão quanto suas fãs.

O disco abre com a pavorosa "Baby" que é uma das piores músicas que eu já ouvi na minha vida, e inclusive conheço algumas fãs do cantor que não gostam dessa música ou enjoaram dela.  Essa pseudo-música conta com um refrão idiota e letras idem, além uma participação horrível do Ludacris. 

Depois dela seguimos com outro hit do disco a música "Somebody To Love" que apesar de ser melhor que a antecessor comete os mesmos erros que a anterior, ao contar com vocais falseados demais, principalmente os do rapper Usher que podia ter dado uma quebrada no rítimo, no geral uma faixa típica de Justin Bieber, o que não é coisa boa.

Depois vem as baladas "Stuck In The Moment" e "U Smile" a primeira é  tão  romântica e  açucarada que soa cafona. Abrindo com a pior orquestração que eu já ouvi, e conta com falsetes bem na cara de tão desnatural que soa, nem falo das batidas.  A segunda é uma das melhores faixas do disco o que não é lá grande coisa, pelo que eu sei ela foi dedicada aos fãs do cantor, e conta com uma composição até boazinha que me lembrou o Michael Jackson no inicio da carreira.

Pausa para falar do vocal do Justin que é muito infantil e falseado, e em faixas como "Runaway To Love"  e totalmente descaracterizado pelo autotune, isso sem falar que a faixa mostra um desleixo muito grande por parte da produção.  Voltando ao vocal do Justin, ele não está legal o excesso de falsetes cansa o ouvinte que não é fã do cantor, e pior o garoto não tem um timbre bonito,  eu acho que ele melhoraria muito se desenvolvesse um timbre mais grave e dosasse melhor os falsetes.

Uma outra faixa mais inspirada é a balada "Never Let You Go" que é um R&B ala Michael Jackson, que ao meu ver é a maior influencia do cantor, mas para constar eu acho o Michael Jackson insurportavel quando criança e legalzinho quando adulto. Essa música tem o mesmo defeito de "U Smile".

Para voce que é fã e já que me estrangular, saiba que o Justin tem qualidades sim, pois eu nunca vi ninguém conseguir tanto dinheiro vendendo mechas de cabelo, o que significa que o garoto é muito bom na parte de Marketing.

Voltando ao disco vamos ver as músicas com participações especiais nas faixas "Overboard" e "Eenie Meenie", a primeira faixa e onde Justin faz um duo com a pseudo-vocalista de R&B Jessica Carell, numa faixa que não é um lixo total, mas está longe de ser boa.  Esqueça que "Baby" é a pior música do Justin Bieber porque "Eenie Meenie" ultrapassa essa marca com facilidade, ela conta com um refrão patético,uma letra medonha e ainda tem a participação de um dos piores "cantores" que eu já vi, Sean Kingston.  Esse cara é autotune puro, e ainda sim tem uma voz horrorosa, e soma isso com vários falsetes do Justin,  Simplesmente Terrível.

"Up" é mais uma balada do CD, são quantas até agora?  bom essa faixa é autotune + falsete, o vocal soa distante e muito exagerado, mais uma faixa descartavel, se bem que tem um riff fofinho de guitarra no meio da música.

O disco encerra com a música "That Should Be Me" que conta com a participação do Rascal Flatts grupo canadense de rock alternativo, no clipe eu esperava que o Justin mostrasse um vocal mais maduro, mas  ele manteve o falsete da gravação original para minha leve decepção, mas até que essa música não é ruim, a participação da banda canadense melhorou muito a faixa incluindo boas partes acústicas e riffs de guitarras, e uma ponte bem feita pelo Justin.

Bom no geral o disco é muito ruim, nele tem faixas fracas e previsiveis, algumas ficariam melhor se o Justin seguisse a minha sugestão, ele tem potencial, mas como todo astro pop o que importa é a imagem, música é resto.

Nota: 3 ***

10 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Muito bom. Não sei se foi a intenção, mas me tirou várias gargalhadas.
    O melhor é que você não é daqueles críticos que se acha fodão e faz críticas sem ter argumentos(não que você precise de muitos argumentos para acabar com o Juntin Bixa). Você cita seus defeitos e qualidades e usa argumentos muito bons, além de que não foi uma simples crítica, mas também uma resenha desse lixo, digo, álbum.
    Muito bem feito e profissional.
    Hail, Hail, Hail and Kill!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito Obrigado, Tavar. O meu objetivo ao fazer essas críticas era ultilizar meu próprio metódo, que me diferenciaria dos pseudo-críticos como Felipe Neto.

    É serio? eu consegui arrancar risadas suas? então eu estou indo bem.

    ResponderExcluir
  3. Huhauahua eu morri xD Eu preciso seguir este blog! Adorei ^^
    Inclusive, parabéns pelas sugestões de bandas novas, adoro conhecer mais *-*

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pelos elogios Bia, e espere por novos posts nesse molde.

    ResponderExcluir
  5. justin por que voce esta sendo odiado pelos os seus fans

    ResponderExcluir
  6. voce é e sempre sera meu idolo pop miúsic. beijos

    ResponderExcluir
  7. KKKKKK muito boa rubens... só pra informar sou o Greg do MP, você tem realmente seus próprios e bons argumentos!

    ResponderExcluir
  8. O que seria de mim sem meus argumentos

    ResponderExcluir
  9. Virei seu fã cara. Ouvir esse disco já é tortura e você ainda resenhou, isto é um trabalho mais difícil do que todos os doze trabalhos de hércules juntos

    ResponderExcluir
  10. Obrigado, Dhanylo, se você gostou dessa critica, saiba que outra em breve será postada.

    ResponderExcluir