21 de mai de 2011

Tecnicas Vocais (Mulheres)

Se lembra do Post que eu prometi? Está aqui a primeira dele que vai se focar nas mulheres, mas eu venho lhe avisar que para se aprofundar nesse tema você vai ter que sair um pouco do Metal e ir para a Opera onde se vê as mais variadas técnicas vocais.

No texto vamos abranger todos os tipos de tessituras encontradas no Metal e ainda vou explicar todos os termos de uma maneira simples e fácil de compreender.


Canto Popular


A vocalista sueca do Nightwish é um exemplo do canto popular no metal. Na verdade o esse tipo de canto e raro nesse gênero onde prevalece os vocais Líricos, agudos (podem ser líricos também), graves,rasgados e guturais, o gênero de canto popular é muito mais usado no rock clássico por grupos como: Cream, Elvis Presley e Beatles.

No metal o canto popular está pouco difundido, estando presente em número significativo apenas no Symphonic Metal.

Tudo bem, entendido a história vamos ao significado:

Canto Popular:  É cantar normalmente sem usar nenhum efeito na voz, ainda que no metal dificilmente canta sem usar nenhum efeito, a própria Annete usa técnicas agudas e leves tons falseados para alcançar notas mais altas.

Explicação dos termos

Canto Lírico:  É o canto que está associado a música erudita

Efeito:  São técnicas para se cantar agudo, grave, rasgado, gutural, com potencia, puxar notas e qualquer outra coisa referente a técnicas vocais.  Todas as classe de canto usam efeito, até o canto popular usa as vezes.


Mezzosoprano Popular


Cara esse é a coloratura mais difícil de se descobrir no metal sinfônico e a mais comum também.  Sabem qual é a dificuldade de se descobrir quem é quem? isso ocorre porque no metal existem cantoras populares com alcance de Mezzo, e Mezzo que cantam popular.

Em todo caso as cantoras Mezzosopranos Populares não são consideradas cantoras líricas e muito menos "cantoras de opera", mas é fato que a voz de uma Mezzosoprano Popular é muito bonita no geral,variando muito bem os registros de voz.

Uma cantora desse tipo alcança notas altas porém não intensas quanto a de uma lírica, mas dependendo do timbre da vocalista as notas alcançadas podem ser mais agudas (Sharon Den Adel) ou mais graves (Amanda Somerville).

O registro central é de boa qualidade, com expressividade maior que a das cantoras populares, e dependendo do timbre podem ser perfeitas.

Explicação dos Termos

Registro de voz:  Tem o  Agudo, o Central e o Grave
Registro Central:  É o que está entre os agudos e os graves (não está relacionado ao canto popular.)


Mezzosoprano Lírico


Pronto agora estamos falando de cantores que poderiam participar de operas, apesar de que em alguns países elas não serem qualificadas como cantoras líricas, como a Alemanha.  Enfim a voz da Mezzosoprano lírica e carregado de emoção tanto melaconlica como felicidade, e isso explica a dramaticidade em bandas como Epica.

Geralmente elas possuem tons escuros na voz, causando aquela sensação de dramaticidade, mas dependendo do timbre a voz da Mezzosoprano pode aderir a registros mais agudos e tons claros.

No metal as cantoras dessa tessitura variam entre o canto popular e o lírico, usando os líricos nos momentos mais melancólicos ou alegres da música. As cantoras desse tipo, participam de operas atuando em papeis que exigem menos agudos e maior enfoque nos registros centrais (há exceções como o papel Azucena na Opera Il Trovatore).

Explicação dos termos

Tons escuros:  São timbres mais pesados e dramáticos.
Tons Claros:  São timbres mais leves e alegres


Soprano Lírico

Eu vou falar a verdade; nenhuma soprano usa todo o seu potencial em palco, portanto boa parte não usa seus líricos reais em palco, apesar de as vezes usar sim. O registro central é o o trunfo de uma Soprano tradicional, que também possui registros agudos e graves bem convincentes.

A voz de uma soprano é brilhante e sensual, entretanto as sopranos do metal sabem dosar isso com registros mais doces e harmónicos que geram aquela atmosfera sombria que você conhece.  Algumas sopranos do Metal conseguiram fazer vozes mais metálicas, caracteristicas das sopranos drámaticas e que casam muito bem com generos sombrios como o Doom Metal.

Cantoras como Tarja Turunen, Vibeke Steene e Floor Jansen podem interpretar árias da opera sem nenhum problema, a Tarja já atuou em operas assim como a Floor também é capaz. Elas tem uma tendência a ter uma voz bem diversificada, além de alcançar agudos que não são naturais dessa coloratura.

Explicação dos Termos

Árias: é o nome de uma música de opera, por exemplo; "Ave Maria" é uma ária.


Soprano Leggero


Melissa Ferlaak é a única Soprano Leggero do metal que eu me lembro agora, ainda que um site estava tentando me convencer de que a Amy Lee do Evanescence também era, um óbvio equivoco de quem não conhece Opera.

Melissa é conhecida por participar constantemente de operas, interpretando principalmente a Rainha da Noite da opera "Flauta Mágica", um dos papeis mais complicados para Soprano Leggero. Esse é o timbre mais leve e agudo dos registros vocais, as notas altas lançadas por uma soprano desse tipo são incrivelmente poderosas e brilhantes, alcançando agudos sem dificuldade.

O registro central também é bom e possui uma fonte rica de cores, e um registro grave opaco e de fraca emissão.

Explicação dos Termos

Cores: são diversos tipos de emoções que um cantor consegue transmitir para o ouvinte.


Soprano Lírico Leggero



Esse também é raro no metal,  é uma fusão entre as sopranos líricos e as de coloratura leggero. Se pega então os benefícios e malefícios de cada tipo, por exemplo o agudo e muito parecido com os da soprano leggero, mas devido a fusão dos estilos, o registro central é melhor do que Leggero, já que incorpora o forte registro central de uma soprano lírico.

Podemos dizer que as vocais desse tipo são bem versáteis, e com essa mistura se resolve os problemas dos  falhos graves de uma Soprano Leggero. No metal a única que eu conheço com essa coloratura é a soprano Floor Jansen, que adaptou o seu estilo ao Heavy Metal ao longo da carreira.


Soprano Lírico-Spinto


Soprano Lírico-Spinto são cantores que conseguem cantar passagens drámaticas sem fazer muito esforço, e talvez seja por isso que as pessoas pensam que o Nightwish é sombrio mesmo que a banda cante sobre elfos e outras coisas.

O registro grave é de grande qualidade quase se equivalendo com o registro grave de uma Soprano Dramático só que mais leve. o registro central permanece como trunfo e os agudos são bem convincentes.

Tarja Turunen é única que eu conheço com essa coloratura, e para evitar aquela parte de explicar termos, timbres leves são mais agudos e calmo, e pesados são mais graves e harmônicos

29 comentários:

  1. Está tudo erado todas as classificações, não adianta você pegar de sites e postar tudo aqui, embora os mesmo estivessem em referencia, de fato é duvidoso aceitar tais afirmações que você aqui colocou algumas dessas senhoritas aqui postadas é impossível atribuir um papel na ópera, já que a voz delas é inferior no que se exige ao canto lírico.
    Quanto a um mezzo-soprano de verdade fique com Cecília Bartoli e um soprano de verdade fique com Nataly Dessay ou a exótica Yma Sumac.

    ResponderExcluir
  2. Está tudo errado em Relação a explicação de coloratura ainda mais na classificação de soprano lírico-spinto que é um soprano comum e não apta a realizar coloraturas.
    Para não ficar lacônico coloratura é a execução de notes extremamente altas acima do dó sobre-agudo, resumindo se em que chamamos de staccato, onde é possível verificar na opera a rainha da noite onde a levação aguda é autentica indo ao seu famoso Fá sobre-agudo.
    Eu apenas ressaltaria para a pessoa que citou isso nesse blog, estudar aprender a tocar e se matricular numa escola e música e aprender que qualquer soprano ou mezzo-soprano popular pode cantar lírico com a impostação da famosa técnica denominada Bel Canto.

    ResponderExcluir
  3. Esse anonimos são uma graça sempre impondo e não entendo nada. O foco aqui não é ópera, e sim Heavy Metal. Então não estou abordando estas tessituras com base na ópera.

    Tenho plena certeza de que você não conhece as senhoras listadas acima. E outra estas cantoras citadas já são a minha referencia, menos em relação a Ymac Sumac.

    Eu nem falei de coloratura aqui, porque está me explicando isso? No heavy metal as mulheres não usam coloratura, para que citar isso?

    Soprano Lírico-spinto é uma soprano comum? É sou eu que preciso de aulas, até porque não há difrenças entre papeis como Tosca e Pamina, na sua visão?

    Tem certeza que as Sopranos Líricos-spintos não podem realizar coloratura? A senhorita Dessay citada aqui, é uma Soprano lírico-spinto que realiza muito bem as coloraturas nas óperas belcantistas. Claro que há de levar em consideração, que ela começou como Leggero apenas, mas mesmo com essa evolução, não pedeu a coloratura.

    Eu não afirmo nesse post, que soprano lírico-spinto realiza coloratura. Hoje em dia eu sei bem mais obviamente, e pretendo refazer esses posts, mas suas criticas em grande maioria são imcabiveis, e puro exercicio narcisístico, visando a minha humilhação.

    Outra coisa, não foi feita a copia de nenhum site, tudo isso foi conhecimentos adquiridos ao longo de outras leituras.

    Errou o nome da sua diva, é Natalie Dessay. Se você tivesse entendido que o foco aqui nesse post é o METAL, teria entendido melhor.

    E as notas mais altas não são o Stacatto, e este termo nem de longe resume o que é coloratura, e que as notas mais altas de uma ária de coloratura são executadas atraves de um Legatto onde se emite normalmente um Mi Bemol Sobre-agudo.

    Qualquer soprano ou mezzo popular pode cantar lírico impostando o bel canto? acho essa afirmação confusa e sem nexo, pois não necessariamente uma Soprano ou Mezzo precise aprender o Bel Canto, pois dependendo do papel, ela vai acabar nem usando.

    É uma pena que covardes como você, só entram para fazer ataques e nunca mais voltam.

    ResponderExcluir
  4. Rubens esse comentário foi um show, provavelmente se esses trolls voltarem terão um ataque cardiaco

    ResponderExcluir
  5. Valeu Dhanylo. Pena que esses covardes nunca voltam.

    ResponderExcluir
  6. Parabens pelo post...gosto muito do Metal com vocal lirico só faltou falar de Helena Michaelsen da Imperia uma das poucas soprano dramatico. Flw!

    ResponderExcluir
  7. Pelo visto você entendeu a proposta do post, diferentemente de outro anonimo que passou por aqui. Valeu pelo comentário.

    ResponderExcluir
  8. Cara que isso Tarja coloratura!! tá loco ela mesmo ja falou que nunca cantou acima do Ré6(Ré5 no brasil).
    Escutei aquela gata da banda after forever meu professor falou que ela é mezzo-soprano e com certeza eu acredito nele porque ele é formado HeHE!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Floor Jansen mezzo-soprano??,procure outro professor de canto meu caro.

      Excluir
  9. A Tarja é Soprano Lírico, não disse em nenhum momento que ela é de coloratura. E seu professor está com sérios problemas de audição, nunca que a Floor é Mezzo-Soprano, lhe faltam os graves para tal.

    O problema de leitura aqui é sério.

    ResponderExcluir
  10. O problema de conteudo, ta muito resumido nao da pra entender nada, a a floor alcança um D3(D2) da uma olhadinha no youtube e o registro central dela é mais harmonico que nos agudos.

    ResponderExcluir
  11. Cara não é ler wikipédia e fazer comentarios parciais.
    http://www.aulasdemusica.org/MEIO-SOPRANO,%20CONTRALTO%20E%20OUTROS%20TIPOS%20VOCAIS.html
    esse link da pra ter uma visão mais abrangente que da wikipedia que pode ser editada por qualquer um.

    ResponderExcluir
  12. Aqui tem uma absoluta soprano de coloratura

    http://www.youtube.com/watch?v=hEMyTQrc4RI

    ResponderExcluir
  13. E que tal essa bem melhor ainda http://www.youtube.com/watch?v=tUEyOdsAoBo

    Cara eu não vou ler nada daquilo, sabe porque? Esse post é focado no metal e não na ópera. Quando tempo vocês vão levar para notar isso?

    Se fosse do meu interesse focar na ópera eu daria como exemplos: Joan Sutherland, Maria Callas, Mariella Devia, Renata Tebaldi, Natalie Dessay, Kirsten Flagstad, Cheryl Struder...

    EU NÃO FALO DE COLORATURA NESSE POST!, e anonimo, eu não li a wikipedia. A Floor inicialmente era um Soprano Lirico-Leggero agora nem sei se ainda permanece assim.

    ResponderExcluir
  14. Bom desculpe desconsidere minhas resposta, prometo que nao te encho mais o saco mas eu adoro opera, bom só assista esse video aqui

    http://www.youtube.com/watch?v=P0TnJs7Szqs

    Realmente a voz da floor ta madura de mais para ser lirico-legerro.

    de qualuqer forma grande abraço!

    ResponderExcluir
  15. Oi Anonimo finalmente entendeu! Cara eu também adoro ópera, e tenho esse blog onde dedico um espaço a ópera http://operaguide.blogspot.com/

    Ah sim Yma Sumac, a sensacional soprano de coloratura que também alcançava a tessitura de Baritono. Eu acho a voz dela de baritono engraçada, mas como Soprano é sensacional sua agilitá.

    Uma cantora nada convencional não acha? não me lembro dela em nenhuma ópera tradicional, sua tessitura parece ser de Soprano Ultra-leggero, mas que não se limita só a isso.

    Eu brinco dizendo que ela é a Carmen Miranda do canto lírico.

    ResponderExcluir
  16. Sim sim Yma era realmente impressionante.
    Adorei seu blog sobre opera ^^.

    A yma tem varias operas tradicionais, porem em gravaçoes ruim. Sairá um novo cd dela "The Arias", onde terá um repertorio de varias interpretações dela como soprano de coloratura e como contralto profundo.


    Eu apenas vi uma vez em uma entrevista que ela deu uma tirada num maestro na italia ele disse que na italia haviam os melhores cantores e que ela não seria aplaudida, Yma ergueu uma das sobrancelhas e cantou a rainha da noite, da flauta magica e ela usou a voz como flauta. O maestro depois de passar por isso nem veio ao camarim dela!!

    uhsauhsahuashu

    Ela realmente é a Carmem Miranda da opera mesmo ela canta muitos mambos.

    Uma impressionante é Mado Robin se tiver oportunidade vai gostar de ouvi-la.
    :)

    ResponderExcluir
  17. Eu conheço a Mado Robin, uma soprano de coloratura também extraordinaria, que parece atingir notas altissimas como Soprano ultra-leggero.

    Pelo visto voce gosta de coloratura assim como eu, mas no meu caso eu prefiro cantores mais tradicionais no bel canto, como: Dessay, Callas, Sutherland, Sills, Gruberova, Damrau, Devia, Netrebko entre outras.

    Como você viu eu ultimamente venho explorando a ópera de bel canto, Lucia Di Lammermoor, fazendo um série onde abordarei algumas de suas interpretes e queria alguém para me ajudar nesse blog sobre ópera, topa?

    ResponderExcluir
  18. Eu adoro coloraturas , mas tambem adoro notas baxas com vibrato, no bel canto eu costumo ouvir muito Maria Callas e Cecilia Bartoli.

    Realmente fico muito honrado e agradecido pelo seu convite mas como eu estudo tenho muito pouco de tempo, e novamente muito obrigado!!

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito do post o/, gostei mais ainda quando vc esculhambou com os trolls kkkk, por favor post algo sobre metal sinfônico em relação a voz masculina( sei que será difícil, porque geralmente são mulheres etc),mas por favor, pois quero montar uma banda de metal sinfônico e eu serei o vocalista(me dê dicas etc por favor T.T), sou baixo (não tenhO certeza), por favorrr ^^

    ResponderExcluir
  20. Vixe! um baixo querendo montar uma banda de Symphonic Metal. bom se for nesse estilo http://www.youtube.com/watch?v=qcx1BYpj7tg vai ficar bem legal.

    A analise pode sair, mas vai levar um tempo. Para o anonimo fã de ópera acima, acabei de adquirir um Barbeiro De Sevilha com a mítica Soprano Leggero, Lily Pons, E Giuseppe Di Stefano bem no inicio de sua carreira.

    As dicas que eu posso lhe dar é que você ou invista no registo de baixo visando alcançar a voz do cara do video, ou treinar para chegar pelo menos no registro de baritono, já que o metal sinfônico não necessita de vocais tão agudos quanto os do Power Metal.

    Precisa treinar também o seu inglês, pois o fraseado para um cantor desse estilo é muito importante. Voz com sujeira? nem pensar! trate de aveludar bem seu registro, e evitar as sujeirinhas e rouquidões ao máximo.

    ResponderExcluir
  21. Perdão pelo flood, mas existe banda de metal sinfônico com vocal masculino? Nunca ouvi falar, quer dizer, Rhapsody não é lá essas bandas de Metal sinfônico, eles são meio, hmm, não sei, apesar de eu gostar deles. E outra coisa, põe um Feed aí, por favor :)

    ResponderExcluir
  22. Existe o Kamelot, Serenity, Nightwish (Hietala), Dark Moor, o Rhapsody que é Power Metal sinfônico, Epica (gutural), Mayan, Therion

    por ai, e não vou colocar Feed agora.

    ResponderExcluir
  23. Post muito interessante cara! Curti muito saber as classes das minhas divas! Fui primeiro tenor em um coral na minha adolescencia e jah fiz algumas peças, atualmente aqui em pernambuco canto em pequenos evento, boates etc, utilizo muito de falsetes, agudos de peito e um pouco de cabeça (estou treinando pra melhorar)...... Curto Heavy metal, R&B , Soul como musico tenho que aprender de tudo mas curto mesmo é um heavy melodico melodico e progressivo! Metal é o poder vey e pra cantar tem que se garantir!

    ResponderExcluir
  24. Valeu caoto, eu tenho um amigo que também é primeiro tenor em um coral. Os estilos que voce ouvem são bem legais para quem gosta de bons vocais, o metal principalmente exige uma tecnica absurda do cantor, as vezes tanto quanto a ópera.

    Eu também adoro Power Metal

    ResponderExcluir
  25. É verdade, certa vez cantei make believe do angra e The Damatiom Game do Simphony x numa festa com amigos que curtem o genero! A galera ate curtiu, hehe! Espero sempre melhorar, estou estudando pra cantar Queem of the night do Angra, Run for a fall do Épica (versao tenor+contra tenor) e starlight reveria do Edenbridge (com voz estilo heavy melodico)! Fora da cena do metal, vi um cara chamado Adan Lambert, vei eu achei a voz dele um tanto interessante! Se houver gravaçao da festa te posto o video e te peço uma analise sincera, tendo em vista de que vc passou grande conhecimento na area metal!
    Desde jah agradeço a atençao! Abraço grande mestre! \m/
    Desde jah

    ResponderExcluir
  26. Cara eu vi uma música desse Adam Lambert e detestei, era um pop eletrônico sem vergonha que parecia uma mistura de Miley Cyrus e Lady Gaga nas suas piores músicas.

    Pode mandar a gravação que eu ficarei feliz em analisar. Obrigado pelos elogios.

    ResponderExcluir
  27. BOA NOITE

    O lirico não é muito estudo e sim dom. Eu sou mezzo-soprano e nem por causa disso deixei de cantar alguma ópera, alterno bem as notas...Eu digo que o canto primeiro tem que sair da alma para técnica. Como no meu curso de música lirica, houve uma disputa entre mim e uma soprano lirico, ela só se preocupou com a técnica e só, ao chegar minha vez (olha que abuso uma mezzo-soprano se achando ao estilo bel canto) Usei a técnica mas carreguei a minha alma ali. Enchi cada palavra e letra com fogo e paixao. No final quando abri os meus olhos todo mundo estava emocionado, uns choravam e outros quietos. No final é o que digo. Mas vale a alma junto com tecnica...Do que ela sozinha.

    ResponderExcluir