28 de abr de 2011

Surtur Rising (2011)

Banda: Amon Amarth
Estilo: Death Melódico/Viking
País: Suécia
Lançamento: 29 de março de 2011

Amon Amarth, os gigantes do Viking Metal sueco, na estrada desde 1992, fazendo as hordas Vikings do mundo do metal enlouquecerem com seus hinos de guerra.

01 - War Of The Gods
A o Death sueco... nada supera o death dessa terra, War Of The Gods, que foi o primeiro single é a mais rápida do cd, nela fica clara que os caras conseguiram unir todo o peso do "Valhall Awaits Me" e do "With Oden On Our Side" com a velocidade dos cd's mais antigos, riffs incendiários nas guitarras e uma cozinha pesando toneladas com a batera e o baixo muito bem tocados, um solo à la Zakk Wylde o aquele refrão foda que só os caras do Amon Amarth sabem fazer, uma faixa épica que vai ser obrigatória em TODOS os shows de agora em diante

02 - Töck's Taunt Loke's Treachery Part II
Dando uma desacelerada, vem Loke's Treachery II, com o andamento mais arrastado nos versos e um refrão berrado com os típicos riffs Amon Amarthianos e uma seção instrumental muito bem feita mostrando que pra esses suecos os solos fritados não são necessários pra se fazer um bom Death Metal.

03 - Destroyer Of The Universe
Essa é uma das minhas favoritas do cd, com riffs mais incendiários e a cozinha mais pesada que antes essa é uma das mais extremas do album, depois do refrão foda vem um "breakdown" pra introduzir outro solo muito bem construído .

04 - Slaves Of Fear
Mais uma vez desacelerando, uma faixa mais pesada e arrastada que os fãs vão decorar a letra pra cantar o refrão igual um coro nos shows, essa faixa mostra um instrumental mais melancólico lembrando o "Twilight Of The Thunder God" e novamente sem solos ultra rápidos, apenas uma melodia épica feita pela guitarra

05 - Live Without Regrets
Mais uma faixa pesada e arrastada, com cara de hino, uma letra foda feita pra berrar em casa batendo no peito estufado, e eu não canso de falar desses riffs novos, são muito bem feitos e as vezes executados com a guitarra mais limpa fica mais épico ainda e com certeza quando você for escutar essa faixa pela segunda vez você vai ter isso na ponta da língua:
"Don't despair, show no fear
Live you life without regrets
Don't despair and show no fear
In the face of a certain death!"

06 - The Last Stand Of Frej
A faixa mais melancólica do album, a letra é uma das mais legais do album, narra a morte de Frej, um viking azarento que ficou sozinho pra bater de frente com o gigante Surtur, porém Frej não morre em vão, ele consegue cegar um dos olhos de Surtur com seu chifre viking (mitologia nóridica pura, se não conhece algum nome vai no wikipédia!!!), os riffs são os característicos das musicas melancólicas e tem um solinho curto bem legal lá pro meio da musica

07 - For Victory Or Death
Voltando ao peso e velocidade, tudo começa com uma quebradeira na bateria e logo em seguida as guitarras em harmonia, e depois das primeiras linhas vocais entram os riffs característicos das faixas rápidas, a letra é muito foda, e fala sobre vingança, sair decapitando e fazendo sangrar todo mundo que manchou sua honra viking !!!

08 - Wrath Of The Norseman
Essa foi inspirada na tour de mesmo nome, tem uma cara de turnê mesmo não sei porque... Começa com um riff puta pesado e depois embarca na velocidade dos refrões, essa faixa me lembrou um pouco a musica Erase da banda Gorefest os riffs e a localização dos solos realmente lembram um pouco (se você nunca escutou Gorefest termine de ler essa resenha e vai escutar, banda classicuda de Death Oldschool)

09 - A Best I Am
Essa é rápida e pesada, com riffs muito fodas acompanhando a bateria, correria o tempo todo, podia ser o hino do Mosh se não fosse a parada melódica no meio da música com um dos melhores solos, mas rapidinho volta a quebradeira de antes, e no fim uma coisa que me pego de surpresa, uma seção com a guitarra limpa muito bem feita pelos caras.

10 - Doom Over Dead Man
Agora voltando a veia épica da banda com a típica cara de fim de cd, essa faixa tem um riff no "breakdown" muito bem executado que eu quase não vejo nas bandas mais extremas, a letra é muito bem feita, fala sobre um cara que esta prestes a morrer e percebe que viveu em vão com objetivos tolos e se indaga se ele vai ser lembrado após a morte

11 - Aerial (System Of Down Cover)
A esses covers... Eu não sou fã de System, mas esse cover ficou puta foda! As partes limpas são realçadas pela afinação mais grave e o vocal gutural fica muito foda com essa música, e tem até uma hora que da pra ouvir um vocal semi-limpo (totalmente limpo já é pedir demais né não?). 

Faixas:
01 - "War of the Gods" - 4:35
02 - "Töck's Taunt: Loke's Treachery Part II" - 5:58
03 - "Destroyer of the Universe" - 3:41
04 - "Slaves of Fear" - 4:25
05 - "Live Without Regrets" - 5:03
06 - "The Last Stand of Frej" - 5:38
07 - "For Victory or Death" - 4:30
08 - "Wrath of the Norsemen" - 3:44
09 - "A Beast Am I" - 3:38
10 - "Doom Over Dead Man" - 7:32
11 - "Aerials" (System of a Down cover) - 3:40
(Todas as músicas foram compostas pelo Amon Amarth, exceto a faixa 11 - Aerials  do System Of Down)
Nota: 9,0

Fim das contas: É um puta cd, não é a toa que levo 10 da maioria dos críticos, com certeza um dos melhores da carreira deles que mescla a velocidade dos albuns antigos com o peso dos novos. Pena que os fãs mais extremistas que se acham os "tr00s sabem tudo from hell" não vão nem parar pra ouvir o cd por causa desse cover já que entre eles "system é uma modinha sustenda pela mídia pra intreter garotinhos revoltados" (é verdade, eu conheço uma criatura dessa, só de ver a tracklist ele passou a odiar a banda só por causa do cover), como eu falei pro Profeta Rocker uma vez, esses caras extremistas ainda vão fuder o mundo...

2 comentários:

  1. Nossa, esse álbum tava difícil de achar pra download viu... só achei um funcionando... Se tivesse uma loja especializa onde eu moro não precisava fazer isso ¬¬'

    ResponderExcluir
  2. Tem um link para download desse disco no blog Warriors Of Metal e All Shall Fall.

    ResponderExcluir