23 de dez de 2010

Álbuns de Heavy Metal que me marcaram Parte 1

Diferentemente de muitos blogueiros eu não comecei o meu blog falando sobre mim, mas um tempo depois eu achei interessante colocar umas informações sobre mim para que vocês possam me conhecer melhor.  Nesse texto colocarei os discos que me marcaram, e não os melhores de cada banda.  Vocês perceberam que o meu gosto e bem ecletico indo do Brutal Death Metal ao Metal Sinfónico.



Banda: Rhapsody Of Fire
Álbum: The Frozen Tears Of Angel (2010)
Estilo: Hollywood Metal  Symphonic Power Metal

Essa foi a banda que me converteu ao Heavy Metal (sim. eu sei que isso é bizarro).  Esse foi o primeiro disco de Heavy Metal que eu escutei, e até hoje ele e um dos meus discos preferido do Rhapsody. Quanto mais eu escutava esse álbum melhor ele ficava.  depois da introdução narrada pelo ator Christopher Lee e acompanhada de uma bela orquestração o disco começava com a musica "Sea Of Fate" que tinha uma levada Prog com solos de teclados e passagens audíveis de baixo (e meio difícil você escutar o baixo no Heavy Metal) com um dos melhores solos do disco.  As bem melódicas Crystal Moonlight e Lost In Cold Dreams. Os refrões marcantes de Raging Starfire e On The Way To Ainor, e Reign Of Terror onde Fabio canta com uma voz bem agressiva para o genero, isso sem falar nos corais dessa musica, que foi o maior destaque do disco.


                                                                          
Banda: Gorgoroth
Álbum: Ad Majorem Sathanas Gloriam (2006)
Estilo: True Nowergian Black Metal

Depois que eu assisti o clipe de Carving A Giant e li boas criticas a respeito desse álbum, eu decidi escutar esse Álbum para tirar uma conclusão.  O disco é cadenciado e bem pesado e cheio de Blast Beast. O vocal de Gahhl é o Grande destaque desse disco com seus vocais demoníacos que soam rasgados na maioria das musicas logo depois ele emenda vocais extremamente demoníacos, que me faziam delirar com tamanha técnica vocal.  O disco e bem diversificado, mas infelizmente ele e bem curto. Eu não tenho palavras para descrever com o baterista Frost se saiu nesse disco.

                                                       

Banda: Judas Priest
Álbum: British Steel (1980)
Estilo: Heavy Metal  

A banda Judas Priest foi o meu primeiro contato com o Heavy Metal.  Esse disco tem no mínimo seis faixas essenciais para qualquer Headbanger incluindo o hino Metal Gods. Decidi escutar esse disco após ouvir as faixas Breaking The Law que foi cantada em uníssono pelo publico no Rock In Rio III e Living After Midnight que foi composta após Halford ver Glenn Tipton ensaiando na madrugada. Esse disco me fez venerar o Judas Priest como a melhor banda de Heavy Metal no mesmo nível do Black Sabbath.


                                                              
Banda: Slayer
Álbum: Reign Of Blood (1986)
Estilo: Thrash Metal

Simplesmente o melhor disco de Thrash Metal da história. o disco e uma porrada veloz com Dave Lombardo a cargo da bateria e os vocais rasgados e cantados de forma tão rápida que eu nem consegui acompanhar as letras.  E os solos velozes cheios de distorções que completam o disco que não possui uma faixa ruim.  A melhor faixa do disco é Necrophobic seguido das clássica Angel Of Death e a Raining Blood.


 Banda: Behemoth
Álbum: Evangelion (2009)  
Estilo: Blackened Death Metal

Meu Primeiro contato com o Behemoth e inesquecivel, o que eu escutei nesse disco foi um Death Metal bem pesado em alguns faixas e candeciado em outras, solos rápidos e cheios de melodias com um atmosfera Oriental que dava uma grande diferenciada do Behemoth para as bandas de Death Metal comuns. o Behemoth nesse disco faz um "caos organizado". O Behemoth nesse álbum  usa as melodias orientais de forma mais direta do que no seu antecessor, nas faixas "Ov Fire And The Void", "The Seed OV I" e Alas Lord Upon Me o Behemoth se mostra bastante agressivo. depois disso eu achei que eu nunca conheceria uma banda igual a essa (que misturasse sons orientais com Death Metal), mas descobriria...

                                          

Nenhum comentário:

Postar um comentário