20 de mai de 2012

Audição de música

Eu sempre digo que a música não foi feita para qualquer um, as pessoas precisam ser pacientes ao ouvir uma música, e se necessário ouvi-las mais de uma vez a fim de degustar por completo o seu conteúdo. Nós que ouvimos Heavy Metal conhecemos muito bem aquelas músicas que melhoram a cada audição ou aquelas que você no inicio nem repara e só ouvindo outra vez você saca que ela é muito boa.

Em estilos simplistas como o Funk Carioca ou o Electropop isso nem é necessário visto que as músicas possuem pouca ou nenhuma profundidade apresentando batidas que se repetem durante toda a música sem variar e uma excessiva repetição de refrão. Nesse caso uma audição já é o suficiente para degustar a música como se você tivesse ouvido ela 4 vezes seguidas.

No mundo da Ópera esse entendimento é muito importante, pois muitas de suas melodias mágicas levam certo tempo para serem totalmente percebidas pelo ouvinte, isso sem falar que além da melodia tem que se levar em conta a interpretação imposta pelos interpretes na mesma ária. Por exemplo a Norma da Callas e bastante diferente da Norma da Sutherland, pois uma interpreta dando foco ao drama e a outra a perfeição da coloratura.

Muitas das minhas músicas preferidas não me agradaram na primeira audição, e isso serviu de lição para mim e quero que vocês compartilhem desse pensamento, pois a impaciência nos impede de conhecer e perceber muita coisa boa. O problema é que hoje os jovens e adultos querem prazer imediato só que a música não foi feita para proporcionar isso, música não é algo descartável como um bombom que você come enquanto assiste televisão totalmente distraído.

Música é algo feito para a pessoa sentir, você pode se mexer e bater a cabeça a vontade desde que você consiga absorver toda ou boa parte de seu conteúdo. Nem sempre se consegue ficar sentado quietinho, eu por exemplo para ouvir Jazz, lavo a louça ou estudo matérias que exigem cálculos, assim consigo absorver boa parte do seu conteúdo mais até do que se eu estiver sentado e quietinho.

Cada um tem o seu jeito de ouvir música e não me cabe dizer qual é o jeito correto para isso, escolha o seu desde que ele realmente funcione. Agora uma verdade, é muito difícil você prestar atenção em uma música se você esta conversando com alguém ou estudando para uma matéria teórica que exige atenção, nesses casos ou você privilegia um ou não vai fazer nada direito.

Algumas músicas exigem um ambiente calmo para serem ouvidas como a Ópera, Música Clássica, New Age, Música Atmosferica e o Doom Metal. Outros estilos como Death Metal independem do ambiente em que você esteja.

Depois desse prefacio vamos a lista de músicas que eu ouvi pela primeira vez e não gostei, mas com o tempo elas acabaram se tornando músicas que eu considero excelentes:

Unleashed, Quietus, Cry For The Moon, Monopoly Of Truth, Design Your Universe (Epica)
Lost In Cold Dreams, Frozen Tears Of Angel, Holy Thunderforce, The Village Of Dwarves (Rhapsody)
Frozen, Dark Wings, Memories, All I Need, The Howling (Within Temptation)
Nova Era, The Course Of Nature, Arising Thunder (Angra) Heroes Of Our Time (Dragonforce)
Conquer All, Lucifer (Behemoth) My Apocalipse, I Will Live Again (Arch Enemy)
Downfall (Children Of Bodom) Progenies Of Great Apocalypse, The Serpentine Offering Dimmu Borgir
Eagleheart, Black Diamond (Stratovarius) Nemo, Wish I Had An Angel, Bye Bye Beautiful, Planet Hell
(Nightwish), The Number Of The Beast (Iron Maiden), Warcry (Outworld), Any Means Necessary
(Hammerfall), Armageddom (Primal Fear) The Ripper, Victim Of Changes (Judas Priest) I Want Out
(Helloween) Emphasis (After Forever) I Feel Immortal, I Walk Alone (Tarja) Fullmoon (Sonata Arctica) Slavocracy (Samael) Our Truth, Closer (Lacuna Coil), Symphony of Destruction (Megadeth),
One (Metallica)

Estão ai alguns exemplos que eu lembrei  de músicas de heavy metal apenas, porque se eu fosse incluir ópera e outros gêneros a lista cresceria muito. Até as próximas discussões

2 comentários:

  1. Ótima postagem! Música também é um ofício, que exige tempo e dedicação do ouvinte. Geralmente as músicas que mais gostamos, são aqueles que estranhamos na primeira audição e depois começam a ganhar forma, como bem citou o texto. Aquelas pessoas que descartam um albúm/música pelos primeiros 5 segundos de audição, provavelmente estarão perdendo grandes maravilhas.

    ResponderExcluir
  2. Não tenho nada a acrescentar, somente que musicas de estilos complexos precisam de várias audições para absorver os detalhes, lembro que so notei o baixo marcante e o pedal belíssimo de The Ballad(Testament) depois de ouvi-lo pela décima vez, acho que hoje eu já ouvi essa musica umas 100 vezes, e a cada vez eu fico cada vez mais impressionado!

    ResponderExcluir